Águas do Ribatejo abre ETAR Gigante Para Mostrar “Tratamento Eficiente de Esgotos”

Águas do Ribatejo abre ETAR Gigante Para Mostrar “Tratamento Eficiente de Esgotos”

Alunos do 9º ano estudam sistema de tratamento na ETAR de Almeirim/Alpiarça

Dezenas de alunos do 9ª ano do Agrupamento de Escolas de Almeirim estão a realizar um ciclo de visitas à Estação de Tratamento de Águas Residuais-ETAR de Almeirim/Alpiarça. A ETAR é a maior do universo de dezenas de ETAR da Águas do Ribatejo.

O equipamento implementado num terreno com uma área de 18 hectares (20 campos de futebol) garante o tratamento primário, secundário e terciário das águas residuais dos dois concelhos com mais de 30 mil pessoas.

As cinco lagoas de grande dimensão, onde vivem várias espécies animais e vegetais, são os ponto de atração dos alunos . As visitas visa perceber o processo de tratamento e o impacto nas linhas de água existentes na região. Até ao final do ano letivo todos os alunos do 9ª ano de Almeirim irão visitar o equipamento.

Em sede de aula, os alunos estudaram os fatores abióticos e a sua influência na dinâmica dos ecossistemas. Os estudantes estão a avaliar o modo como a poluição e as invasões biológicas afetam o equilíbrio no ecossistema.

O Sistema de Tratamento dos “esgotos” de Almeirim e Alpiarça é feito com um processo de biomassa suspensa em lagonagem. Após a maturação a água residual entra num microtamizador para afinação das cargas de sólidos em suspensão, sendo a desinfeção final feita por Ultra Violeta. As lamas que resultam do processo são encaminhadas para valorização agrícola e a água limpa e tratada é encaminhada para a Vala de Alpiarça que vai desaguar ao Rio Tejo.
A ETAR Almeirim/Alpiarça é uma das mais eficientes da Águas do Ribatejo e a sua requalificação em conjunto com as obras em todo o sistema de saneamento custaram mais de 4 ME. Os dois concelhos dispõe de tratamento de saneamento para mais de 90% da população com um dos sistemas mais modernos usados na União Europeia.

A ETAR está preparada para receber os esgotos recolhidos em fossas sépticas e as águas residuais provenientes de unidades industriais e agro-industriais mediante autorização da AR  e controlo analítico prévio.