NOVA ETAR VAI TRATAR ESGOTOS DA MALHADA ALTA

26 de outubro de 2018

NOVA ETAR VAI TRATAR ESGOTOS DA MALHADA ALTA

Obras iniciam-se esta segunda feira e custam 231 mil euros

A Empreitada de Execução da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Malhada Alta, no concelho de Coruche arranca esta segunda-feira, 29 de outubro e tem um prazo de execução de seis meses, prevendo-se a entrada em funcionamento do equipamento no Verão de 2019. O anúncio é feito pelo Presidente da ÁGUAS DO RIBATEJO EIM, Francisco Oliveira, que é também o Presidente da Câmara Municipal de Coruche.

Segundo o administrador, os trabalhos com um valor de investimento de 231 mil euros foram adjudicados à empresa ribatejana ECOEDIFICA, AMBIENTE E CONSTRUÇÕES, S.A. | OMS – TRATAMENTO DE ÁGUAS, LDA., sediada em Torres Novas.

O moderno Sistema de Tratamento de Águas Residuais será dimensionado para servir toda a população da localidade num horizonte temporal de 20 anos.

Francisco Oliveira explica que “a solução técnica adotada baseia-se numa unidade compacta de lamas ativadas em baixa carga de funcionamento contínuo, constituída por uma zona anaeróbia à cabeça, um compartimento arejado e um decantador”.

O autarca de Coruche acrescenta: “nos sistemas de lamas ativadas em baixa carga, o elevado tempo de residência de lamas proporciona a sua estabilização, não carecendo de processos de estabilização adicionais. As lamas purgadas da fase líquida de tratamento sofrem somente uma redução de volume recorrendo a um espessador gravítico, o qual permite também o seu armazenamento”.

Quanto ao tratamento preliminar das águas residuais afluentes, será considerada uma solução de tamisação.

Antes da devolução das águas tratadas à linha de água, será efetuada a medição dos caudais das águas residuais tratadas e verificada a eficácia do tratamento.

“A nova ETAR da Malhada Alta será a décima construída pela ÁGUAS DO RIBATEJO desde a sua fundação há 10 anos. É mais um contributo para o bom tratamento das águas residuais e para melhorar o conforto e a qualidade de vida das populações”, acrescenta Francisco Oliveira, Presidente da AR.

O concelho de Coruche, com 20 mil habitantes, tem sido dotado de modernos sistemas de tratamento que muito contribuem para a redução da carga poluente do Rio Sorraia e seus afluentes e para a melhoria da qualidade ambiental dos ecossistemas.