DUZENTAS CRIANÇAS ABRAÇAM A ÁGUA EM SALVATERRA DE MAGOS

3 de agosto de 2018

DUZENTAS CRIANÇAS ABRAÇAM A ÁGUA EM SALVATERRA DE MAGOS

“Um abraço forte e apertado à água porque a água é nossa amiga” Foi este o mote para a entrada da água, esta sexta-feira, no encerramento do programa de férias ativas promovido pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos desde 26 de junho para um universo de 300 crianças entre os 6 e os 12 anos.

A DECO e a ÁGUAS DO RIBATEJO responderam ao convite do município e dinamizaram atividades lúdicas e didáticas sobre o tema da água nas piscinas municipais e no pavilhão de Salvaterra de Magos. As ações de sensibilização para o bom uso da água e combate ao desperdício foram entremeadas com momentos de pura adrenalina e diversão.

Suzana Pestana da DECO explica que este modelo de interação permite que as crianças assimilem a informação e retenham a mensagem que levam para casa. “É uma forma simpática de chegar às famílias. Os pais e os avós tendem a dar atenção e a valorizar os conselhos das crianças. Por outro lado, eles serão consumidores mais responsáveis no futuro”, explica a técnica da DECO do Ribatejo e Oeste.

Jogos de água, insufláveis, modelagem de balões, jogos tradicionais como o derrubar as latas ou acertar com as argolas nos pinos, foram algumas das atividades que esta sexta-feira envolveram mais de duas centenas de alunos de todo o concelho. As melhores prestações foram recompensadas com brindes alusivos à campanha “Á ÁGUA É DE TODOS. DIZ NÃO AO DESPERDÍCIO”.

O dia dedicado ao Ambiente foi o culminar de seis semanas de intensa atividade com a água a revelar-se um amiga fundamental para todos os presentes. “Fomos à praia onde a água é salgada, fomos ao rio onde a água é doce e hoje fomos à piscina onde a água cheira a lixívia”, diz Pedro com um sorriso maroto. A intervenção permite explicar que “o cheiro a lixívia” tem a ver com a aplicação de cloro que é um elemento químico protetor da água porque mata os micro-organismos que podem causar doenças.

Os alunos revelam ter a lição bem estudada. Quando se lança o desafio de ideias para poupar água, chovem sugestões.
Joana diz que na sua casa, os pais aproveitam a água da chuva para regar a horta e lavar o quintal.

Bruno garante que lá em casa só a bisavó é que toma banho na banheira, mas o resto da família faz duche rápido “Ela está velhinha, coitada”. Uma atenuante para um comportamento incorreto porque um banho de banheira cheia consome a mesma água que seis duches. Outro pecado frequente dos avós é deitarem cabelos e restos de comida na sanita. “Só deve ir para a sanita, o que lá fazemos. Tudo o resto: cabelos, cotonetes, algodão, fraldas, devo ser tratado como lixo para não entupir os esgotos de casa e evitar danos nas estações de tratamento.

A vereadora da Educação na Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Helena Neves é uma ativista ambiental e valoriza esta aposta na sensibilização/educação para ajudar a formar consumidores informados e responsáveis. “ Estas atividades em tempo de férias são muito úteis porque permitem conciliar a atividade desportiva e o lazer com a aprendizagem em áreas como a cidadania, a segurança ou o ambiente. Por outro lado, os pais estão tranquilos porque sabem que os filhos estão felizes e em segurança”, conclui a autarca.

A DECO e a ÁGUAS DO RIBATEJO irão continuar as suas ações de sensibilização ambiental junto das escolas, autarquias, associações e marcando presença nos principais eventos da região. O objetivo é reduzir os excessos no consumo de água e valorizar o uso eficiente e responsável de um bem precioso mas finito.