Pesquisa iniciar pesquisa
Receba a nossa Newsletter
enviar
       
Água Bem Precioso
Homepage  > Homepage > Notícias

ÁGUAS DO RIBATEJO APROVA ORÇAMENTO DE 15 ME

Nesta Assembleia Geral aprovámos o orçamento e plano de atividades para o ano de 2017.  Estimamos que os proveitos operacionais sejam de 15.686.500,96 €, os custos operacionais sejam de 10.740.480,00 € e o investimento ascenda a 16.575.000,00 €.

Se não houver fatores extraordinárias nem situações que não foi possível prever, iremos concluir o ano de 2017 com um resultado positivo na senda dos sete exercícios anteriores desde 2009. 

Os investimentos serão distribuídos da seguinte forma:

Saneamento             13.565.000,00 €
Abastecimento          1.636.200,00 €
Exploração / Manutenção   1.200.000,00 €
Outros (equipamentos Informáticos e de Segurança)       173.800,00 €

É um compromisso ambicioso que nos permite prever que os investimentos realizados pela AR – Águas do Ribatejo ascendam a cerca de 131 milhões de euros no final de 2017. Nunca uma entidade pública investiu tanto na região em tão pouco tempo. Recordo que entramos em pleno funcionamento em maio de 2009, passaram sete anos apenas. 

Estamos orgulhosos pelo percurso feito, mas conscientes de que ainda há muito por fazer nos sete concelhos e junto dos 150.000 consumidores que servimos todos os dias com profissionais competentes e motivados para o desempenho das suas funções com eficiência e qualidade.

A concretização destes investimentos permitirá atingir aqueles que são os grandes objetivos estratégicos da empresa, dos quais se destacam:

Aumentar a taxa de cobertura da população servida por rede de drenagem e ETAR para cerca de 80% em 2017;
Assegurar uma capacidade de armazenamento de água para um período de 48 horas em todo o sistema, o que significa mais do que duplicar a capacidade existente em 2008;
Reduzir as perdas de água dos cerca de 35% atuais para os 20%, até 2020.

Estamos em condições de garantir que mais uma vez, não iremos atualizar o tarifário na componente de abastecimento de água. Apenas faremos uma atualização no saneamento de modo a minimizar o défice entre o custo real do serviço de recolha e tratamento de águas residuais e o valor pago pelo consumidor.

Em 2017, iremos manter o tarifário social para as famílias carenciadas com baixos rendimentos e para as famílias numerosas com cinco ou mais pessoas no agregado familiar. Estes tarifários com descontos significativos têm cerca de 5000 beneficiários nos sete concelhos onde a AR é a entidade gestora.

Estamos conscientes que 2017 será um ano de crescimento com a entrada de novos municípios na empresa e com novos desafios que se colocam. Pretende-se um crescimento saudável, sem dores e com passos curtos de modo a não comprometer o futuro da empresa e dos municípios integrantes.

Finalmente uma última palavra para uma questão que consideramos relevante e que se prende com a alteração dos estatutos da empresa. Como sabem, a AR tem capitais exclusivamente públicos, dos sete municípios e queremos manter este modelo que ficou provado é o que defende melhor os interesses das autarquias e dos clientes/munícipes.

Nesse sentido foi debatida hoje pela assembleia uma proposta de blindagem dos estatutos à entrada de qualquer entidade privada. Acordámos os pressupostos para uma proposta que vai ser aprofundada e depois sujeita a aprovação dos executivos e assembleias municipais dos sete municípios antes de ser votada pelos acionistas da AR.

Poderia ser tentador abrir esta empresa aos capitais privados, mas os sete presidentes representados nos órgãos sociais não querem ir por aí. Queremos continuar a crescer com um modelo de gestão público que garanta a sustentabilidade do contrato de gestão sem exigir esforço suplementar aos clientes.  

 



Remodelação do subsistema de saneamento de Samora Correia 3.725.400,00

Remodelação do subsistema de Samora Correia, através da redução do número de ETAR existentes em fim de vida útil e no limite da sua capacidade e construção de uma nova ETAR com capacidade de tratamento adequado. Desta forma será atingido o objetivo de redução da poluição urbana nas massas de água associadas ao subsistema.
População a servir 15000 habitantes


Remodelação da ETAR de Murteira, em Samora Correia 764.262,44 €

A operação consiste no aumento da capacidade de tratamento da ETAR da Murteira, na cidade de Samora Correia, de modo a compensar as novas solicitações do subsistema, com a introdução de uma nova fase de tratamento biológico (tecnologia MBR) e de intervenções na fase preliminar. A não concretização do investimento porá em causa, a curto prazo, o cumprimento de legislação comunitária e nacional, nomeadamente a DARU (Diretiva 91 /271 /CEE, de 21 de maio).
População a servir 5375 habitantes

Subsistema de saneamento de Lamarosa (Lamarosa e Árgea) 1.984.200,00 € 

A solução proposta visa dotar as povoações de Árgea e de Lamarosa de um sistema de recolha, transporte e tratamento de águas residuais domésticas para cerca de mil habitantes numa zona onde atualmente já existem redes em baixa mas sem tratamento associado. Serão construídas uma ETAR e as infraestruturas necessárias à integração das redes existentes (intercetores, sistemas elevatórios), prevendo-se ainda a ampliação da rede em baixa em zonas sem cobertura.
População a servir 3890 habitantes

Subsistema de saneamento de Alcorochel 945.000,00 €

O lugar de Alcorochel é servido por rede de drenagem sem que seja proporcionado tratamento adequado por inexistência de ETAR. Pretende-se construir uma ETAR, dois sistemas elevatórios e colectores para articulação das novas infraestruturas com as existentes. 
Será assim atingido um sistema adequado de recolha, drenagem e tratamento das águas residuais, reduzindo a poluição urbana na massa de água associada ao sistema no Rio Alviela.
População a servir 2837 habitantes

Subsistema de saneamento de Fungalvaz 756.200,00 €

"O sistema de Fungalvaz é composto atualmente por três fossassépticas, uma ETAR em leito de cheia e uma rede de drenagem. A operação prevê a eliminação das fossas e da ETAR existentes, bastante degradadas, e a construção de uma ETAR numa nova localização para onde serão encaminhados todos os efluentes do sistema. Esta solução tem em vista a redução da poluição urbana na massa de água associada ao sistema de Fungalvaz, o rio Nabão
População estimada 2937 habitantes

Ampliação do reservatório do Cerejal (Torres Novas) 922.700,00 €

A operação consiste na construção de um novo reservatório, duas células de reserva e nova câmara de manobras. Será reabilitado o reservatório existente, aproveitando-se o volume de  armazenamento existente. A capacidade de reserva combinada passa de 600 para 3750m³. 
População estimada 18410 habitantes

Elaboração de Cadastro de Infraestruturas Existentes nos Sistemas em Baixa 

             SAR Lezíria do Tejo e Almonda  457.500.00 €
              
              A implementar até 2018
               Incide sobre todos os sete concelhos do sistema

Contratos assinados hoje relativos às seguintes empreitadas:

Empreitada de execução do subsistema de saneamento de Chancelaria / Pedrógão, no concelho de Torres Novas

Valor   4.339.976,51 €

População estimada de 3102 habitantes

Empreitada de execução do subsistema de saneamento de Lapas / Ribeira Branca no concelho de Torres Novas
Valor    3.542.476,87 €  
População estimada de 2768 habitantes

Empreitada de execução da remodelação da ETAR da Quinta do Papelão, em Benavente
Valor          658.624,17 €  
População estimada de 3961 habitantes

Empreitadas cujos contratos foram assinados recentemente:

Empreitada de remodelação da ETAR de Almeirim / Alpiarça (obra de entrada e lagoa de maturação)   

Valor  240.000,01 €  
População estimada 28832 habitantes

Empreitada de Execução de Sistema Elevatório de Águas Residuais em Santo Estevão 
Valor     73.314,64 €  
População estimada 100 habitantes        

Prestação de Serviços de Fiscalização, de CSO e de Arqueologia em Empreitadas de Abastecimento e Saneamento da Águas do Ribatejo
Valor        330.000,01 €
População estimada 88 350 habitantes

Destacamos ainda três obras para as quais não foi possível garantir o financiamento comunitário, mas que dada a sua urgência irão avançar sendo suportadas na íntegra por capitais próprio da AR:

Empreitada de Remodelação da Captação AC15 em Riachos 
Valor 134. 433,91€
População estimada de 7612 habitantes

obra a adjudicar brevemente

Empreitada de Execução de Conduta Elevatória de Abastecimento de Água a Torres Novas
Valor  241. 112,68 €
População estimada de 18410 habitantes  

Obra adjudicada

Empreitada de Execução de Sistema Elevatório de Águas Residuais em Santo Estevão Valor 73 314,64 € 

População estimada de 80 pessoas
Obra adjudicada

Em jeito de conclusão deixa-mos estes dados que nos parecem significativos. As obras que hoje aqui anunciamos vão permitir um investimento superior a 20 ME na região para concretizar em dois anos. Estas intervenções estão preparadas para servir uma população estimada de 83140 residentes.

 




© Águas do Ribatejo 2017. Todos os direitos Reservados
web design webuild