ÁGUAS DO RIBATEJO INTEGRA PROJETO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO NA GESTÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

24 de março de 2021

ÁGUAS DO RIBATEJO INTEGRA PROJETO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO NA GESTÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

Investigadores de Portugal, Espanha e França participam no AQUIFER que será apresentado no dia 29 de março

A AR-Águas do Ribatejo EIM, SA é uma das três entidades nacionais envolvidas no projeto AQUIFER – Instrumentos inovadores para a gestão integrada de águas subterrâneas num contexto de escassez crescente de recursos hídricos. O Instituto Superior de Agronomia e a Parceria Portuguesa para a Água são as duas entidades portuguesas ao lado de quatro parceiros espanhóis e dois franceses. A sessão de apresentação deste projeto em Portugal realizar-se-á no dia 29 de março de 2021, entre as 10h00 e o 12h00, via zoom e mediante inscrição prévia através deste link.

O programa da conferência terá uma apresentação do projeto AQUIFER e uma mesa redonda sobre “A importância das águas subterrâneas e desafios à sua gestão em contexto de escassez hídrica” que contará com oradores de Espanha e França programa em anexo (pdf).

Sobre o projeto AQUIFER:

Num contexto de crescente escassez de recursos hídricos, o AQUIFER visa capitalizar, testar, disseminar e transferir práticas inovadoras para a preservação, monitorização e gestão integrada de aquíferos. Pretende-se desenvolver ferramentas e estratégias que ajudem na tomada de decisões sobre a gestão dos recursos hídricos subterrâneos, melhorando a transferência de tecnologia para agentes locais e criando novas sinergias.

O plano de ação prevê que a maior parte dos ensaios e trabalhos a realizar em Portugal ocorram na área de influência da Águas do Ribatejo nomeadamente na envolvente dos rios Tejo e Sorraia.

Serão testadas práticas inovadoras de preservação ambiental e gestão de águas subterrâneas, para os diferentes usos existentes: ambientais, consumo humano, agrícolas e industriais.

O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para monitorizar os aquíferos e as relações com rios e zonas húmidas é outro objetivo.

O projeto AQUIFER inova com uma visão do problema como um todo e pretende alargar a participação a players dos vários setores de atividade que possam dar contributos para a sua evolução positiva.

Está prevista a organização de seminários e conferências para capitalizar as inovações e a divulgação de documentos de síntese e fichas práticas junto de todos os potenciais atores que serão identificados na área, sejam instituições, empresas do setor da água ou utilizadores.

O projeto AQUIFER teve o seu início formal a 1 de novembro de 2020, e será concluído em 30/04/2023, com um investimento global previsto de 1,6 milhões de euros.